Biografia

Biografia

QUEM É KÁTIA ABREU?


Combativa, obstinada, mas sempre disposta a aprender, dedicou-se com afinco à atividade agropecuária em seu estado, o Tocantins. Kátia Abreu chegou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tornando-se a primeira mulher a ocupar a chefia da pasta e também a primeira representante do Tocantins a ocupar um ministério. Foi presidente por três mandatos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), é ex-deputada-federal e atualmente senadora reeleita pelo Tocantins. É incansável na hora de defender a queda dos impostos, a agricultura e projetos que melhorem a vida das famílias brasileiras.
Kátia tem conquistado a admiração de brasileiros de todos os cantos do país e é motivo de orgulho para seus conterrâneos. “Sou uma mulher determinada e acredito no trabalho. Agradeço ao Espírito Santo todos os dias pelas graças recebidas”, afirma

A MULHER


Kátia Abreu, psicóloga, nasceu em Goiânia (GO), em 02 de Fevereiro de 1962. Desde cedo dedica-se ao trabalho. Aos 15 anos já era professora de uma escola para excepcionais em Goiânia, a Pirilampo. Ficou viúva aos 25 anos com três filhos pequenos: Irajá, Iratã e Iana. Mudou-se para o Norte de Goiás (hoje Tocantins) para assumir o comando de sua propriedade rural após a morte do marido – mesmo sem ter habilidade para tal. Enfrentou grandes desafios, aprendeu a cuidar da fazenda e de seus afazeres e tornou-se a primeira mulher presidente de um sindicato rural no Brasil, em Gurupi. 
Esta é Kátia Abreu: criou três filhos sozinha e, enquanto se dividia entre o trabalho na fazenda e a militância política, inseriu seu nome na história da agropecuária brasileira.

 

 

NO SENADO


Primeira mulher do Tocantins eleita Senadora da República, em 2006, Kátia Abreu foi reeleita em 2014. No seu primeiro mandato, empreendeu um grande movimento nacional pela extinção da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), projeto do qual foi relatora, extinguindo o imposto. Em 2016, Kátia Abreu foi relatora da Comissão Especial do Extrateto, para colocar fim aos chamados supersalários – aqueles acima do teto constitucional. Seu relatório final, aprovado por unanimidade pelos senadores, propôs acabar com o efeito cascata no Judiciário, regulamentar o teto remuneratório, conferir maior transparência aos portais de acesso à informação e penalizar agentes que autorizam o pagamento acima do limite constitucional.

A FAMÍLIA


Kátia Abreu entrou para o ramo do agronegócio com a morte repentina do marido em um acidente de avião, em 1987. Grávida e com dois filhos pequenos, Kátia viu-se, aos 25 anos, repentinamente responsável não apenas por sua família, mas pela fazenda de onde tiraria seu sustento dali em diante. Ensinando pelo exemplo, mostrou aos filhos Irajá, Iratã e Iana que fé, perseverança, esforço e trabalho árduo são pilares essenciais para o sucesso. Venceu a inexperiência no campo dos negócios e o desconhecimento na lida diária com a terra sem descuidar da família e da trajetória política. Hoje é casada com Moisés Gomes e tem a felicidade de aproveitar o crescimento dos netos Maria Eduardo, Benício, Beatriz e Davi.

 

Meu Instagram

Twitter